sexta-feira, 6 de março de 2009

APOSENTADORIA: FIM OU RECOMEÇO?


Síndrome pós-aposentadoria: saiba como evitar

Depois de anos de trabalho e produtividade chega a hora de se aposentar. Para muitos, pendurar as chuteiras é um alívio. Mas para outros, ficar ocioso pode ser um tormento. A falta de atividades e o tempo desocupado castiga e pode até levar muitos idosos à depressão e a outras séries da doenças associadas ao mal da ociosidade.

De acordo com a psicóloga Thaís Kampf, o processo da aposentadoria é uma das maiores dores que o ser humano vivencia, se comparando, muitas vezes, a dor da morte ou da separação. Nessa etapa da vida, um vínculo de 30 a 35 anos é quebrado. Depois de se aposentar, muitas pessoas se perguntam: O que sou agora? Qual é o meu papel?

Quebre esse vínculo. Continue ativo e produtivo após a aposentadoria!

Você não pode achar que, depois de ter feito um longo caminho, com bons e maus momentos, junto de amigos, da família e até sozinho, agora que se aposentou deve ficar de pijama, na cadeira de balanço, esperando a vida acabar.

Muito pelo contrário. Essa é a melhor época para aproveitar e fazer o que realmente gosta. Desfrutar da vida em sua plenitude. Usufruir da sabedoria que a vida lhe deu.

Não desperdice o que pode ser a "melhor fase da sua vida". Filhos criados, carreira finalizada com méritos, situação financeira tranqüila e saúde. Se você chegou até aqui e alcançou essas conquistas, agora é fazer o que sempre quis.

Alguns passos para ajudar na vida, que está esperando para ser aproveitada:

1. Se você ainda não chegou nessa fase, aqui está uma dica que também serve para você. Sempre que você sentir vontade de fazer alguma coisa, mas não têm tempo, anote num bloco de notas. Será a sua lista das "100 coisas para fazer depois de me aposentar". Muitas vezes nos esquecemos de gravar os nossos desejos, e assim acabamos esquecendo-os. Não deixe que isto aconteça!

2. Persiga suas paixões. Pinte um por de sol, esculpa, cante, aprenda um idioma, faça Tai-Chi, compre um telescópio e descubra as estrelas. Explore o céu.

3. Experimente mais a natureza. Veja o sol nascer. Acompanhe as fases da lua. Ande na grama. Sinta o vento e a chuva. Cate e colecione conchinhas. Aproveita o contato direto com o planeta. Quantas vezes você não teve tempo para apreciar essas coisas. Agora tem.

4. Leia livros de assuntos diferentes. Ficção científica, romance, política, jardinagem, filosofia, poesia. Enfim, aumente seus horizontes com assuntos diversos.

5. Seja interessante. Viaje para lugares fora do circuito turístico. Explore opções diferentes. Se hospede numa cidade pequena em algum lugarejo, distante das grandes cidades. Descubra os costumes locais.

6. Siga uma religião ou várias, para entender suas diferenças e semelhanças. Senão, acredite em alguma coisa. É fundamental.

7. Divirta-se com seus netos. Brinque, faça todas as estripulias que não podia com seus filhos, por falta de tempo. Para eles, isso fará parte das melhores lembranças. E para você é uma experiência renovadora.

8. Cuide da sua saúde. Faça todos os exames indicados para sua idade. Conheça seu corpo e esteja atento ao que ele lhe diz.

9. Se intere dos assuntos relacionados à sua faixa etária (e também dos acontecimentos do mundo). Assine uma revista específica, que trará sempre os últimos acontecimentos que podem melhorar sua vida.

10. Tenha muitos amigos. De todas as idades. Se você for uma pessoa atualizada, de bem com a vida, será uma companhia agradável. E, uma conversa interessante agrada a todos.

11. Desfaça mal entendidos. Amigos e parentes, que se separaram por alguma coisa que não ficou bem resolvida. Resgate-os, se valer à pena. É parte da sua história. Em algum momento foram muito importantes para você. E podem continuar a ser.

12. Escreva uma autobiografia. Mesmo que você não publique, seus netos e filhos poderão conhecer aspectos sobre você, que nunca tiveram a oportunidade e nem imaginavam. Também é uma forma de partilhar seus longos anos de experiência. Você pode achar que não tem nada a partilhar, mas basta começar a escrever uma, e você se surpreenderá com as palavras que sairão livremente da sua memória. Como recordar é viver, será um revival que pode lhe ajudar a entender o momento que está vivendo e valorizá-lo muito mais.

13. Ouça música, de todos os gêneros. Vá a concertos, espetáculos, ao teatro. Assista a filmes e musicais. Alimente a alma.

Segundo Aristóteles:

"As pessoas velhas e aquelas ásperas ou taciturnas não se prestam muito facilmente à construção de amizades, pois a sua capacidade de serem agradáveis ou afáveis é pequena..."

Contradiga essa teoria. Seja acima de tudo uma pessoa que todos se sintam muito bem em sua companhia. Não deixe que o fato de ser mais experiente lhe dê o direito de ser impositivo, introduzindo suas idéias à revelia.

A "melhor idade" não é apenas uma frase. Com saúde, dinheiro e alegria de viver é com certeza a oportunidade de aproveitar tudo o que a vida tem de melhor.

Fontes: http://www.portalaz.com.br e http://bbel.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário